Recentemente

Notícias

Escolha do cão

Deverei adoptar um cão? Que tipo de cão?

Está preparado para uma adopção? Tenha em conta:

O seu estilo de vida
Se tem tempo disponível; se passa muito tempo fora.

A sua disponibilidade financeira
Pois terá de o vacinar; medicar caso adoeça, suportar os custos da esterilização (para evitar ninhadas indesejadas) ou castração; desparasitação e sistemas anti-infestação - anti-pulgas, carraças.

Espaço disponível para o cão
Se vive num apartamento não pode ter um cão de grande porte, pois estes necessitam de bastante espaço; se tem espaço, se quer um cão para guarda ou se para companhia, etc.

Se quer um cão bebé ou adulto
Um cão bebé necessitará de mais do seu tempo e paciência para que seja bem ensinado.

 

Se já decidiu adoptar um cão é porque tomou consciência de todas as responsabilidades que terá para que o seu animal seja saudável e feliz.

Impõe-se agora a escolha de um animal cujas características sejam adequadas à família de que vai fazer parte. Todos os membros da família devem participar, estar de acordo e compreender a escolha que vão fazer. É um pouco absurdo optar por um cão só porque tem o pêlo bonito. A beleza do pêlo não contribuirá em nada para a harmonia familiar!

Factores determinantes quanto ao tipo de cão a adoptar:

Porte do Cão: Pequeno, Médio ou Grande?

Alimentação / Saúde

Comer 100 gramas de ração por dia ou 800 gramas faz diferença no seu orçamento? Verifique os preços das sacas de ração da gama média-alta que são as mais adequadas em termos de saúde.

A quantidade de desparasitante e doses de medicação veterinária, por exemplo, também depende do peso do cão e o seu custo aumenta substancialmente em função do porte.

Alojamento

Qual é tamanho da sua habitação? Tem espaço para um animal grande?

Se tem quintal poderá comprar uma casota adequada?

A casa não é muito grande mas pode ir passear o seu cão várias vezes por dia em espaços onde possa correr?

Férias

Tem automóvel e pode transportar o cão? Pode recorrer a Empresas que o façam? Pode recorrer a hotéis?


Não pode levar o cão para ferias consigo mas tem quem fique com ele independentemente do tamanho?

 

Tipo de Pêlo: Curto ou Comprido, Encaracolado ou Liso?

Tem possibilidade de recorrer a serviços de tosquia e banho?

Um cão de pelo comprido exige mais cuidados e por isso é mais dispendioso.

Qualquer cão larga pelo durante todo o ano, assim, mesmo que adopte um cão de pelo curto, terá de conviver com o facto de encontrar sempre pelos na sua casa.

Um cão de pelo curto também tem que ser escovado, mas bastará 1 ou 2 vezes por semana. Tem disponibilidade para escovar o animal com que frequência?

 

Idade do Cão: Cachorro ou Adulto?

Poderá ter mais despesas imediatas com um cão adulto caso este não esteja bem de saúde, no entanto, lembre-se que o cachorro que adopta hoje poderá ter os mesmos problemas, ou piores, daqui a 6 ou 7 anos.

Com um cão adulto evita encontrar móveis e pantufas roídas.

Ao adoptar um cachorro deverá ter em consideração despesas como: Vacinação Esterilização, Treino (se for necessário),  Acessórios como brinquedos trela e coleira, que provavelmente terão de ser substituídos quando crescer.

Um cachorro exige muito tempo e dedicação, afinal está a aprender tudo. Terá de ter paciência para o xixi no chão, objectos pessoais roídos, necessidade constante de atenção e muito mais. Está preparado para o acompanhar e amar durante os próximos 14 ou 15 anos? pense também na sua idade e saúde.

Um cão mais velho precisa de menos exercício, é mais calmo e sossegado, mas também necessita de tempo para se adaptar à nova família.

Temperamento do Cão

Os cães são o reflexo do dono, por isso, se adoptar um cachorro saiba que terá de lhe dedicar muito tempo porque será sua responsabilidade ensinar-lhe tudo o que tem de saber. Todos os cães sabem aprender, mas poucos donos sabem ensinar.

Se optar por adoptar um cão adulto deverá ter em conta o temperamento do cão Vs estilo de vida da família. Por exemplo:

  • Se tem visitas regulares em sua casa ou se a zona onde vai passear o seu cão tem muitos cães, é indispensável optar por um cão sociável.
  • Se tem muito espaço em casa e disponibilidade para passear, poderá adoptar um cão um pouco mais enérgico e com bastante necessidade de exercício.
  • Se o responsável pelos passeios for alguém de mais idade terá de escolher um cão pequeno, não muito forte e relativamente obediente.
  • Se está pouco tempo em casa não deverá nunca adoptar um cão que deteste estar sozinho, porque isso provocará um grande sofrimento no animal.
  • Se tem crianças pequenas a escolha deverá incidir sobre um cão mais meigo e que goste de crianças.

 

 

Após ter uma ideia do que deseja e pode proporcionar ao seu cão, venha visitar o nosso canil.
* As adopções de cães são apenas realizadas às 4ªs, 6ªs e Sábados das 14h às 16h30m *

Ser-lhe-á feita uma ‘entrevista’ e apresentados os cães que correspondam ao perfil demonstrado e pretendido.

Aqui, e após a escolha e decisão de que é ‘aquele’ que efectivamente quer, preencherá sempre um termo de responsabilidade.

Quando lhe forem mostrados os cães ser-lhe-ão dadas as informações acerca daqueles que lhe forem interessando: se estão saudáveis, se requerem algum tipo de atenção especial devido a feitio ou doença, etc.

Acima de tudo será sempre aconselhado por quem lida com eles todos os dias e os conhece bem.

Quando se dirigir ao nosso albergue, aguarde ao portão que o venham atender e, nunca, em circunstância alguma entre sem ser acompanhado ou abra os portões, pois os cães podem fugir.

Dentro do canil deverá estar sempre acompanhado por alguém responsável, não circulando pelo espaço sozinho. Antes de acarinhar algum animal pergunte a quem o acompanhar se o pode fazer, pois tal como nós, também os cães têm o seu feitio e por vezes não são receptivos a estranhos - por traumas, acontece muitas vezes...

Aproveite a sua visita ao canil para considerar apadrinhar um outro cão ou até, se tiver a disponibilidade, para ser voluntário.


A chegada a casa

Quando trouxer o seu amigo para casa, deverá ter um cantinho dedicado a ele: com a caminha, comida e água, num sítio calmo e longe de confusões.

Deverá deixá-lo explorar o seu novo lar, deixando-o à vontade durante algum tempo.


Os primeiros meses

Se levou um bebé, será na União Zoófila informado de tudo o que deverá fazer, mas nunca é demais dizer que: um bebé não pode ir à rua, sem ter as 4 primeiras vacinas, e não pode tomar banho.

Se adoptou um jovem /adulto terá de lhe dar o tempo necessário para que este se habitue ao ambiente familiar.

Deve, em qualquer dos casos, ser paciente: quer seja um bebé que chore, quer seja um jovem/adulto que lhe pareça inseguro ou queira até fugir.

A adaptação ao novo ambiente requer tempo. E a mesma situação se afigura caso tenha outros animais em casa.

Deve ser feita uma aproximação gradual e, inicialmente, quando se ausentar, não os deixe todos juntos até que coexistam em

harmonia.

Mas lembre-se, nunca force as relações entre eles, dê-lhes tempo que se entenderão.

Caso verifique que é impossível a amizade entre ele, ou por qualquer outra razão válida não consegue manter o seu cão feliz, venha falar connosco.

Mas nunca,

NUNCA O ABANDONE!

 

 

Está em... Home Notícias Temas diversos Escolha do cão